Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Jerusalém

08.12.17

Jerusalém, localizada num planalto nas montanhas da Judeia, entre o Mediterrâneo e o mar Morto, é uma das cidades mais antigas do mundo, sendo considerada sagrada pelas três principais religiões - judaísmo, cristianismo e islamismo

O mundo ficou profundamente preocupado com a decisão tomada por Donald Trump na 4ª feira de reconhecer Jerusalem como capital de Israel. O EUA torna-se assim no único país do mundo a reconhecer Jerusalém com a capital de Israel.

Uma lei norte-americana de 1995 solicitava a Washington a mudança da embaixada para Jerusalém, mas essa medida nunca foi aplicada, porque os Presidentes Bill Clinton, George W. Bush e Barack Obama adiaram sua implementação, a cada 6 meses, com base em “interesses nacionais”.

Israel considera a Cidade Santa a sua capital “eterna e reunificada”, mas os palestinianos defendem pelo contrário que Jerusalém-leste deve ser a capital do Estado palestiniano ao qual aspiram, num dos principais diferendos que opõem as duas partes em conflito.

Só Israel se congratulou com a decisão de Trump, considerando o dia 6 de Dezembro como "histórico". O primeiro ministro isrealita Benjamin Netanyahu considerou que o anúncio de Trump é “um passo importante para a paz”.

Já o Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, afirmou que esta é uma “decisão deplorável” e que os EUA deixaram de poder desempenhar o seu papel histórico de intermediário nas negociações de paz com os palestinianos e estão a “minar deliberadamente todos os esforços de paz”.

A revolta contra os Estados Unidos e Israel já se faz sentir nas ruas e para esta sexta-feira são esperadas mais manifestações em solo palestiniano.

Como disse o Papa, durante a audiência semanal, "Jerusalém é uma cidade única, sagrada para judeus, cristãos e muçulmanos, que ali veneram locais sagrados para as suas respetivas religiões e ela tem uma vocação especial para a paz. Peço a Deus que esta identidade seja preservada e reforçada, em benefício da Terra Santa, do Médio Oriente e de todo o mundo"

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:04


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.12.2017 às 14:29

Parece que se está perante duas Jerusalém: leste e oeste. Então que cada um faça duma das partes a sua capital, tipo Salomão. Quem defender solução contrária, ou é cagão ou faccioso.
Imagem de perfil

De Passo quando posso a 08.12.2017 às 17:00

Por acaso, é  ao contrário.... Salomão não deixou dividir o bebé!
 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.12.2017 às 21:57

Quem não deixou dividir o bébé foi a mãe verdadeira, ao dizer a Salomão que não a dividisse e a entregasse inteira à outra mulher. Partindo deste desfecho bíblico, caso os que rezam de cú pró ar se achem os verdadeiros donos de Jerusalém, então que demonstrem o seu amor pela cidade e impeçam a sua  divisão, oferecendo-a aos que rezam às turras contra as paredes.
Imagem de perfil

De Charneca em flor a 09.12.2017 às 18:56

Tendo em conta que Jerusalém é considerada Cidade Santa pelas 3 grandes religiões talvez se pudesse conceder à cidade, um estatuto especial com administração pela ONU, por exemplo. Os judeus e os muçulmanos nunca se vão entender quer a cidade seja dividida entre eles ou atribuída apenas a um dos lados em conflito.

Comentar post




Astronomy Picture of the Day


Música do dia

anteriores

Tira do Armandinho