Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



2 demissões

13.12.17

No sábado a TVI denunciou o caso relativo a suspeitas de gestão danosa na associação Raríssimas. Em causa, estarão mapas de deslocações fictícias, a compra de vestidos de alta costura, gastos pessoais em supermercados, entre outras despesas suspeitas.

O ex-secretário de Estado da Saúde Manuel Delgado foi consultor da Raríssimas e terá recebido um total de 63 mil euros, entre 2013 e 2014.da associação. Entrevistado pela TVI, reagiu com notório embaraço a uma pergunta sobre a natureza da sua relação pessoal com Paula Brito e Costa - "Isso é da minha vida privada e a minha vida privada não é para aqui chamda". Manuel Delgado apresentou a sua demissão poucas horas depois de conceder esta entrevista, ainda antes de esta ir para o ar.

Paula Brito e Costa também se demitiu da presidência da Raríssimas., que criou em 2002, depois de descobrir que o filho sofria de uma doença rara -  Cornelia de Lange - que afecta o desenvolvimento cognitivo e orgânico. Ao Expresso disse que foi "vítima de uma cabala muito bem feita".

Ao final da tarde de ontem tomou posse uma nova secretária de estado - Rosa Zorrinho, mulher do eurodeputado do PS Carlos Zorrinho e até agora presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo,.

Quem saiu até agora icolome de toda esta situação foi o ministro Vieira da Silva, que tem a tutela das Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS) e que foi vice-presidente da Assembleia Geral da Raríssimas. Sobre a gestão danosa na associação diz nada saber.

Com tudo isto quem fica muito mal visto são as IPSS.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:59

1938 - 2017

30.11.17

Tinha .só 79 anos. Ontem morreu Belmiro de Azevedo, o fundador da SONAE. Desde que a notícia surgiu não se falou de outra coisa. Era adorado por muita gente.

Licenciou-se em Engenharia Química mas não se dedicou à Indústria. Preferiu o comércio e depois a comunicações. Também criou o jornal Público, mas não se aventurou em outros meios de comunicação social. Actualmente a SONAE deve ser a maior empregadora de Portugal.

Foi durante alguns anos o Homem mais rico de Portugal.

Desde 2007, deixou a liderança da SONAE para o filho mais velho, Paulo Azevedo, que está com 51 anos.

Nos últimos tempos parecia estar já com muito menos vitalidade.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

Depois da derrota da cidade do Porto para ter a Agência Europeia do Medicamento, o ministro da saúde veio anunciar que o Infarmed deixaria Lisboa e iria para o Porto. Parece que essa ideia já tinha sido pensada se a Agência Europeia fosse para o Porto.

Os funcionários do Infarmed não gostaram nada da ideia e têm protestado, tendo mesmo pedido reuniões com o Presidente da República, com o primeiro-ministro e com os grupos parlamentares.

Ao que parece só os serviços administrativos irão para a cidade invicta, ficando em Lisboa os laboratórios e os serviços mais especializados. Se todo o Infarmed fosse para o Porto gastar-se-ia mais de 40 milhões de euros.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:18

Chuva

24.11.17

Finalmente voltou a chover. Não estava à espera que fosse ontem e por isso apanhei uma grande molha à tarde.

previsão meteorológica 24112017.pngDevido à chuva, a Protecção Civil registou mais de 100 ocorrências, com 17 quedas de ramos ou árvores e cerca de 40 inundações.

Agora temos de ver quantos dias vamos ter de chuva. As previsões dizem que no domingo já não irá chover.

Claro que esta chuva não vai encher barragens e se calhar o preço da água vai ter de aumentar. Os portugueses vão ter de usar a água com mais moderação.

 

Foto do site do Met Office.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:01

A Web Summit já acabou mas continua a ser notícia. Tudo por causa do jantar que assinalou o encerramento da Web Summit, que decorreu no Panteão Nacional. 

jantar da Web Summit no Panteão.jpg

O primeiro ministro já veio dizer que "a utilização do Panteão Nacional para eventos festivos é absolutamente indigna do respeito devido à memória dos que aí honramos". O Governo já veio anunciar que vai proceder à alteração do despacho do anterior governo, para que situações semelhantes não voltem a repetir-se.

Paddy Cosgrave, o organizador da Web Summit, já veio pedir desculpa aos portugueses e explicou que como irlandês encara culturalmente a morte de forma diferente dos portugueses. Recordou ainda que no ano passado, o jantar mais importante dos founders aconteceu na Catedral de Christ Church, em Dublin, na maior cripta do Reino Unido e da Irlanda.

A utilização do Panteão Nacional e de outros 22 espaços foi aprovado em Junho de 2014, pelo então secretário de Estado da Cultura Jorge Barreto Xavier, e está prevista no Regulamento de Utilização de Espaços nos Serviços Dependentes e nos imóveis afetos à Direção-Geral do Património Cultural.  No Panteão Nacional os preços variam entre os 750 e os cinco mil euros, nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos, um jantar pode custar 40 mil euros e na Torre de Belém, os preços variam entre os 1500 e os 7500 euros.

O PSD pede demissões de quem aprovou a decisão de promover o jantar que assinalou o encerramento da Web Summit no Panteão. Já o Bloco, dá os parabéns ao Governo por ir mudar as regras mas critica o que aconteceu no Panteão Nacional, salientando que este tipo de situações só acontecem porque "há uma combinação de falta de bom senso e sofreguidão de obter receitas face a uma sub-orçamentação tão grande da gestão destes monumentos no âmbito da política cultural do país".

O problema é esse mesmo - não há dinheiro para a manutenção dos equipamentos culturais e quando surge uma oportunidade de obter algum, nem se pensa se o que lá se irá realizar é digno ou não. Outra questão - será que o ministro da cultura foi informado?

 

Foto daqui.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:29

Falta de água

11.11.17

Ontem, Marcelo Rebelo de Sousa, antes de ir ver o jogo da selecção em Viseu, foi visitar a Barragem de Fagilde. A reserva de água da barragem só dá para mais 20 dias - "Vinte dias, disse? Vinte dias é o final do mês de novembro, princípio de dezembro", exclamou Marcelo Rebelo de Sousa, em conversa com os presidentes das Câmaras de Viseu (Almeida Henriques) e de Mangualde (João Azevedo).

O presidente da Câmara de Mangualde explicou ao chefe de Estado que, para restabelecer a normalidade, teria de haver "500 camiões por dia a deitar água dentro da bacia da Barragem de Fagilde".

Choveu muito no final da semana passada mas não foi o suficiente. Para os próximos dias não se prevê o regresso da chuva.

Não é só no centro do país que o problema da falta de água se manifesta. Há uns dias, na TSF, falava-se que a nascente do rio Douro estava seca.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:47

29 casos

07.11.17

Este ano voltou a ser notícia vários casos de Legionella - desta vez num hospital, o Hospital São Francisco Xavier. Segundo a Direção Geral de Saúde , agora chefiada por Graça Freitas, "Os doentes são, na sua maioria, idosos com fatores de risco associados". Ontem morreram 2 pessoas. Vamos lá ver se não morre mais ninguém.

A origem do surto poderá estar nas torres de refrigeração ou no sistema de águas do hospital.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:17

25 horas

29.10.17

Chegámos ao horário de inverno mas ainda estamos com tempo de Verão. As manhãs estão frescas mas de tarde só apetece praia. Tudo por causa do anticiclone que está a sul da Irlanda.

Carta meteorológica 29102017.gif

Hoje o dia tem 25 horas, graças ao atraso dos relógios às 2h da manhã. No último domingo de Março, que calhará a 25, teremos um dia com menos 1 hora.

Quanto ao tempo de verão, ele continuará mas com a temperatura a baixar gradualmente.

 

Foto do site Met Office.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:35

Em 1922 Albert Einstein esteve no Japão e tinha acabado de ser informado que tinha ganho o Prémio Nobel, pelo seu trabalho sobre o efeito fotoeléctrico

Em vez de ter dado uma gorjeta ao funcionário do hotel onde ficou hospedado, Einstein entregou-lhe um pedaço de papel com uma mensagem escrita à mão, em alemão. No papel escreveu a receita para a felicidade - “Uma vida calma e humilde vai trazer-lhe mais felicidade do que a busca pelo sucesso e a agitação constante”. Noutro bilhete escreveu “Onde existe uma vontade, existe uma maneira".

Ao funcionário do hotel, Einstein disse que, se tivesse sorte, os bilhetes que lhe entregava iriam tornar-se extremamente valiosos. Não se enganou pois agora, a 1ª mensagem foi leiloada em Israel por 1,3 milhões de euros e a 2ª segunda foi vendida por 203 mil euros. O comprador foi um europeu que quis manter o anonimato.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:09

80% ardido

17.10.17

Dos incêndios de domingo, para além do nº de mortes (36), outra notícia triste foi o desaparecimento de 80% do Pinhal de Leiria.

No início de Agosto, Gabriel Roldão, 81 anos, estudioso do Pinhal de Leiria há mais de quatro décadas, dizia "O Pinhal de Leiria está sujeito a que aconteça um cataclismo enorme por falta de limpeza e de tratamento, que poderá provocar um incêndio que irá destruir a maior parte do Pinhal de Leiria."

O Pinhal de Leiria, com 11080 hectares, é propriedade do Estado e tinha como espécie principal o pinheiro-bravo.

O pinhal foi inicialmente mandado plantar pelo rei D. Afonso III (1248-1279), no século XIII, com o intuito de travar o avanço e degradação das dunas, bem como proteger a cidade de Leiria e o seu Castelo e os terrenos agrícolas da sua degradação devido às areias transportadas pelo vento. Alguns autores atribuem até o começo da plantação do pinhal a D. Sancho II (1223-1248). O rei D. Dinis, mais tarde, entre 1279 e 1325, aumentou-o substancialmente para as dimensões actuais. Sempre que se procedia ao corte de árvores, era seguida uma replantação - desta forma o pinhal manteve-se intacto.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:59



Astronomy Picture of the Day


Música do dia

anteriores

Tira do Armandinho