Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mário Centeno entregou ainda ontem na Assembleia da República - faltavam 5 minutos para a meia noite. Como já é tradição, a entrega do Orçamento faz-se a horas impróprias.

entrega do OE2018.png

Muitos portugueses vão ter uma redução de impostos, graças aos novos escalões do IRS. Quem ganha menos de 3200€ vai ser beneficiado. Já os recibos verdes podem vir a pagar mais devido ao fim das deduções automáticas de 25%.

Para o ano, no entanto, vai haver mais taxas nos alimentos e bebidas. Este ano foram os refrigerantes e em 2018 haverá também nas cervejas, bolachas, cereais, e batatas fritas.

O descongelamento das carreiras na função pública vai mesmo avançar mas só em 25%, nos próximos 2 anos.

As pensões mais baixas vão ser aumentadas acima da inflação, que pode chegar a 10€ em Agosto.

 

Foto do site do Observador.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:37

Ainda é lixo

03.09.17

A  agência de rating Moody's continua a considerar a dívida portuguesa como lixo (Ba1) mas a tendência passou de estável para positiva. Se o défice público continuar a cair, se os orçamentos continuarem a ser "prudentes" como foi o de 2016 e parece vir a ser o de 2017, o país pode sair do lixo dentro de 1 ano.

Moodys.jpg

Mário Centeno, num comunicado emitido na 6ª feira, considerou que "esta decisão da Moody's vem juntar-se a um crescente reconhecimento por parte de vários atores institucionais e privados quanto à solidez da economia portuguesa".

Jerónimo de Sousa, na Festa do Avante, disse que "Precisamos de nos libertar desse fantasma que aparece como algo supremo que determina a nossa vida coletiva. Não decidem nada, quem pode decidir é o povo português".

Já Passos Coelho disse que a Geringonça foi "tempo que se perdeu para melhorar rating".

Não tenho dúvidas que se Passos Coelho estivesse ainda a governar o país já tinha um rating mais positivo mas os portugueses estariam a viver pior. 

 

Foto daqui.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:26

1ª greve

29.08.17

Hoje a partir das 23h30 realiza-se a 1ª greve da história na Autoeuropa. A paralização terminará às 0h de 5ª feira. O sindicato espera uma grande adesão.

A Autoeuropa quer passar a funcionar em 18 turnos, 6 dias por semana, a partir de Fevereiro e que os trabalhadores passem atrabalhar entre 2ª feira e sábado, com uma folga fixa ao domingo e uma folga rotativa a meio da semana.

A fábrica portuguesa do grupo Volkswagen prevê montar um total de 240 mil carros em 2018, mais do dobro dos números de 2016 (85 125 veículos). O T-Roc, que irá competir com o Nissan Juke, o Renault Captur ou mesmo o Seat Arona, foi apresentado pela 1ª vez na passada 4ªfeira e irá contribuir para estes números.  

A administração da empresa elaborou um pré-acordo com a Comissão de Trabalhadores, que está demissionária, e que previa um aumento mínimo do salário de 16%, um bónus de 175 euros, a redução do horário de trabalho para 38,2 horas e a atribuição de mais um dia de férias. Só que 75% dos trabalhadores recusaram a proposta em referendo realizado no final do mês de Julho.

O sindicato apresentou à administração uma proposta para criar um turno especial ao sábado e ao domingo, que foi recusada.

Se não se chegar a acordo, a empresa já admitiu deslocalizar parte da produção para outras fábricas do grupo na Alemanha. Os alemães certamente que não aceitariam as condições impostas aos trabalhadores da Autoeuropa e devem ganhr muito mais que os portugueses.

O ministro da economia diz que "será possível chegar a um entendimento e a uma solução satisfatórias para todas as partes". 

 

nota: Próximo post no dia 1.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:45

Apenas 82,56%

05.08.17

A EDP só conseguiu comprar 5% (3,9 milhões de açcões) da EDP Renováveis na oferta pública de aquisição (OPA) que lançou sobre a sua participada, ficando agora com 82,56%. 

Eu fui um dos accionistas que não vendeu as poucas acções que tenho por 6,75€. Tal como eu, muitos accionistas consideraram que o preço oferecido pela EDP era muito baixo. Durante o último ano a acções da EDP Renováveis estiveram muitas vezes acima dos 7€.

A EDP tinha anunciado que se conseguisse 90% das acções tiraria a EDP Renováveis de bolsa.

Ontem as acções da EDP Renováveis fecharam acima do valor da ofertada EDP - 6,797€, mais 0,46% que no dia anterior.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:08

A Altice, dona da PT, comprou a Media Capital, dona da TVI, aos espanhóis da Prisa por 440 milhões de euros. Em 2005, a Prisa comprou 33% da Media Capital por 190 milhões de euros.

Além da TVI, a Altice fica com várias rádios (Rádio Comercial, a M80, a SmoothFM, Cidade FM e até a Vodafone FM), o site de informação desportiva Mais Futebol e outro de notícias do mundo automóvel, uma produtora de telenovelas e uma editora de música e ainda, o portal de Internet IOL, concorrente do SAPO.

Será de esperar que ocorram agora vários despedimentos e o fecho de alguns destes órgãos de comunicação social.

Vamos ficar a aguardar a reacção da NOS a este negócio. Pretenderão também comprar um canal de televisão? Recorde-se que a NOS é dona apenas do jornal Público. As acções da Impresa, dona da SIC, subiram ontem mais de 13%.

Nos tempo do governo de Sócrates, já a PT tinha tentado comprar a TVI mas nessa altura muitas foram as críticas, dizendo que era uma forma do governo controlar um órgão de comunicação social. Agora nada se disse sobre o assunto. a única crítica surgiu no Parlamento, a discussão do Estado da Nação, onde se criticou a tentativa de despedimento por parte da Altice de um terço dos trabalhadores da PT.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:50

Meo ou Altice?

31.05.17

A semana passada os franceses da Altice, os donos da PT, anunciaram que as marcas MEO e PT, para o ano, desaparecerão.

Já a notícia da venda, pelos brasileiros da Oi , da PT à Altice não foi bem recebida, agora o desaparecimento da marca é agora ainda mais mal vista. Certamente que muitos portugueses vão, por este motivo, mudar de operadora de telecomunicações. Eu poderei ser um deles.

A quantidade de publicidade que terão de fazer para mostrarem que vale a pena ficar na Altice e não mudar de operadora. Só se baixarem o preço das comunicações é que muitos não deixarão de ser clientes da Altice.

Felizmente quando anunciaram o fim do MEO, disseram que a marca SAPO não irá desaparecer. Alguns especialistas em telecomunicações pensam, que se calhar, a Altice pretende vender o SAPO.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:14

Da Lone Star

01.04.17

A Lone Star vai ficar com o Novo Banco. O acordo foi assinado ontem. A Lone Star passará a deter 75% do capital do banco e irá injectar um montante total de 1000 milhões de euros - 750 milhões de euros quando for concluida a operação e 250 milhões de euros no prazo de até 3 anos.

O Estado, através do Fundo de Resolução, continua com os restantes 25%. Os activos mais tóxicos, que não tinham ficado no BES mau, ficam no Fundo de Resolução. Também se conseguiu que a Lone Star não possa vender o Banco no futuro próximo.

António Costa diz que não haverá impacto nas contas públicas.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:48

Fora da gestão

28.03.17

A comissária europeia da concorrência, a dinamarquesa Margrethe Vestager do Partido Social Liberal, veio ontem admitir a possibilidade de o Estado português ficar com 25% do capital do Novo Banco mascoloca uma condição - o Estado teria de ficar de fora da gestão do Banco.

notícias do Novo Banco.png

Marques Mendes já tinha falado do assunto no comentário de domingo na SIC, dizendo que que o estado ficaria com acções sem direito de voto e que tudo seria decidido esta semana.

Os americanos da Lone Star, que já têm em Portugal os centros comerciais Dolce Vita, serão os donos de 75% do Novo Banco.

Os partidos de esquerda continuam a dizer que o Novo Banco deve continuar a 100% nas mãos do Estado.

 

Foto do site do Expresso.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:18

2,1%

25.03.17

Nos jornais de hoje, em 1ª página, não se fala do valor mais baixo do défice das últimas 4 décadas, que no ano passado ficou em 2,1%.

Mário Centeno no Telejornal.png

Mário Centeno foi ontem ao Telejornal, onde se falou da redução do investimento público. Antes, no ministério das finanças, em conferência de imprensa disse que não houve "milagres nem habilidades".

A oposição tem diferentes interpretações para este resultado: Bloco de Esquerda e PCP consideram que estes números tiveram um custo para a vida dos portugueses, já o PSD diz que os valores foram conseguidos com recurso a "habilidades".

O líder parlamentar do PS diz que é "uma bofetada sem mão a alguns analistas e decisores políticos externos, como por exemplo, ainda recentemente o presidente do Eurogrupo". O PS não esquece as polémicas declarações de Dijsselbloem de que os países do sul da Europa só gastam dinheiro em mulheres e bebida.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:11

A Caixa Geral de Depósitos apresentou ontem os resultados de 2016. O prejuízo foi de 1859 mil milhões de euros. Inicialmente pensava-se que o prejuízo pudesse chegar a 3 mil milhões de euros.

A principal causa da para estes prejuízos foi os créditos que não foram cobráveis e que foram sendo feitos ao longo do tempo, com destaque para o Grupo Artlant, que queria construir uma fábrica em Sines, a EFACEC, Vale do Lobo, Auto Estradas Douro Litoral, Grupo Espírito Santo, Grupo Lena e Grupo António Mosquito, o angolano que controla a TSF e o DN.

As polémicas que têm envolvido a Caixa no último ano podem também ter importância no aumentado os prejuízos na CGD.

Agora o Estado vai recapitalizar o banco, esperando-se que a Caixa volte a ter dias tranquilos. No entanto, para além da recapitalização terá de haver encerramento de balcões, provavelmente em locais em que também não haverá outros bancos, o que é uma má notícia para as populações dessas localidades. Deve-se lembrar à administração da Caixa que a CGD é um banco público, que deve de funcionar de maneira diferente dos bancos privados.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:16



Astronomy Picture of the Day


Música do dia

anteriores

Tira do Armandinho