Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A candidatura de Isaltino Morais à Câmara de Oeiras foi rejeitada pelo Tribunal de Oeiras. O juiz que assinou a decisão, Nuno Tomás Cardoso, diz que "as declarações de proposituras apresentadas não identificam em qualquer local do seu texto os cidadãos candidatos que integram a lista", havendo apenas em cada pasta com as declarações uma única folha contendo a identificação dos candidatos. Assim, "nada permite concluir que as listas contendo a identificação dos candidatos e que constam da pasta do processo de candidatura tenham sido exibidas aos cidadãos eleitores aquando da recolha das declarações de propositura", ainda segundo o juiz.

Depois de conhecida a decisão do juiz, ficou a saber-se que Paulo vistas, o presidente da Câmara de Oeiras, foi padrinho de casamento do juiz, e que Nuno Tomás Cardoso pertenceu aos orgãos do PSD do concelho, quando Paulo Vistas era o presidente da concelhia. Para além de tudo isto, ainda a mulher do juiz trabalha desde o mês de maio deste ano, no laboratório dos Serviços Intermunicipalizados de Oeiras e Amadora.

Agora vamos ficar a aguardar a reclamação de Isaltino, que diz ter respeitado "escrupulosamente" a lei durante o processo de recolha das assinaturas.

Se Isaltino for mesmo excluído de se candidatar a Oeiras, Paulo Vistas tem o caminho facilitado para vencer as eleições.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:15

São arguidos

11.07.17

Afinal ontem ficou a saber-se a razão que levou à exoneração dos secretários de estado por causa das viagens a França para ver os jogos da selecção, há 1 ano. O governo ficou a saber que o ministério público estava a constituir arguidos, elementos que trabalhavam no governo e que tinham ido a França ver os jogos da selecção. Mais cedo ou mais tarde seriam os secretários de estado a ser constituídos arguidos, o que seria mau para o governo.

Só não se percebe o motivo de só agora o ministério público se lembrar deste caso. Provavelmente a investigação irá durar bastante tempo e depois não vai dar em nada. Conseguirá o ministério público provar que houve "prática de crimes de recebimento indevido de vantagem, previstos na Lei dos Crimes de Responsabilidade de Titulares de Cargos Políticos", como adiantou a Procuradoria Geral da República em comunicado?

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:24

Um ano depois

10.07.17

O ano passado, por esta altura, foi grande a polémica relativa a ida a França, para ver os jogos de Portugal no Europeu dos secretários de estado Rocha Andrade, Jorge Oliveira e João Vasconcelos, a convite da Galp.

Jornal DN 10072017.jpg

Ontem, quando ninguém estava à espera, os 3 secretários de estado pediram em conjunto a exoneração dos cargos. A justificação dada foi a de de não prejudicar o Governo. Os secretários de estado requereram também que o Ministério Público aceite a sua constituição como arguidos. O primeiro ministro, que já veio de férias, aceitou a exoneração. 

Provavelmente a oposição já nem se lembrava do assunto.

Será que António Costa vai aproveitar esta situação para fazer mais algumas alterações no governo? Ou será que vai esperar um ano e quando ninguém estiver à espera outros governantes pedirão a exoneração do cargo?

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:33

SIRESP

28.06.17

Parece que querem que o grande culpado da tragédia em Pedrogão Grande e Góis seja o SIRESP, esquecendo-se do tempo que fazia naquele trágico sábado dia 17.

O SIRESP é a operadora da Rede Nacional de Emergência e Segurança resultante da parceria público-privada promovida pelo Ministério da Administração Interna. O que se tem visto nos últimos dias é que o sistema não é 100% eficaz e que tem de ser melhorado, ainda por cima foi gasto muito dinheiro com este sistema de comunicações.. Alguns preferiam se calhar acabar com este sistema mas será que isso era o melhor?

Para além do SIRESP, muitos querem também a cabeça da ministra. Constança Urbano de Sousa vai hoje ao Parlamento para ser ouvida sobre os acontecimentos de 17 e 18 de Junho.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:11

Enxotado

07.05.17

A expressão "enxotado" é de Passos Coelho quando comentou o divórcio entre Rui Moreira e o PS.

Depois de Ana Catarina Mendes ter vindo dizer que a vitória de Rui Moreira nas próximas eleições autárquicas seria uma vitória do PS, tudo mudou. O PS iria ter lugares na lista de Rui Moreira e tudo seria pacífico. Agora Rui Moreira, numa atitude vergonhosa, só aceita o apoio do CDS, que o ajudou a eleger. Durante os 4 anos, Rui Moreira governou a câmara com o apoio do PS e Manuel Pizarro aparecia sempre ao lado do presidente de câmara. às vezes até parecia que quem mandava na câmara era o PS mas quem aparecia para recolher os louros era Rui Moreira. 

Agora o PS vai ter de ir a votos e o candidato é Manuel Pizarro. Quem verão os portuenses tudo que aconteceu nos últimos dias?

Certamente que Rui Moreira irá vencer e provavelmente com maioria absoluta. O resultado dos outros partidos será muito fraco e vamos ver quem conseguirá ficar em 2º lugar. Se calhar até os partidos mais à esquerda terão mais votos que PSD e PS.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:45

Má escolha

17.03.17

Ainda não é oficial mas tudo indica que o PSD vai candidatar à câmara de Lisboa Teresa Leal Coelho.

A escolha foi de Passos Coelho, que é grande amigo da até agora deputada social democrata e presidente da comissão parlamentar de finanças. 

Quem ficou muito contente com a escolha foi Assunção Cristas. Fernando Medina também deve ter festejado. O PSD não podia ter escolhido pior. Espera-se um péssimo resultado eleitoral para o PSD na capital. 

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Numa conferência ontem em Braga sobre Católicos e Democracia, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu a algumas perguntas da plateia sobre a actualidade e enviou algumas alfinetadas. A mais forte é que não vai escrever memórias quando cessar funções, o que tiver a dizer, dirá durante o mandato e que diz não estar preocupado "em querer à força trabalhar para uma imagem minha a seguir ao fim do mandato".

Uma das perguntas maia engraçadas foi quando lhe perguntaram "como gostaria de ficar lembrado - presidente católico, presidente optimista, presidente dos afectos ou como presidente da geringonça". A resposta foi que não está preocupado com isso e que a história o julgará.

Também lhe colocaram uma questão sobre a legitimidade da mentira. Para Marcelo, "a questão não é essa, a questão é saber, num caso específico, se aquilo que parece é, o que é efectivamente e qual é o juízo a formular sobre aquilo que foi efectivamente". Neste caso podia ter sido mais claro.

Ainda sobre a expressão "geringonça", que eu também não gosto, diz que não utiliza essa expressão, preferindo antes dizer a "fórmula governativa existente"

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:14

A polémica continua em relação à passagem de António Domingues pela Caixa Geral de Depósitos. O PSD e o CDS querem a demissão do ministro das finanças mas não têm o apoio do presidente.

Ontem Mário Centeno viu-se obrigado a convocar os jornalistas ao ministério para explicar que não se tinha comprometido com António Domingues para que os administradores da Caixa não tivessem de entregar as declarações de rendimentos.

Centeno apenas tentou que houvesse um acordo do Governo para alterar o estatuto do gestor público, o que não viria a implicar a não entrega das declarações de rendimentos.

Centeno também informou ontem que esteve reunido com Marcelo Rebelo de Sousa para explicar toda esta polémica.

Com tudo isto, a conclusão que se tira é que o presidente perdeu o estado de graça junto dos partidos de direita. 

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:27

Ontem foi discutida no Parlamento uma petição sobre a despenalização da morte assistida, vulgo eutanásia.

O que parece ser certo é que não vai a haver referendo como queriam os que estão contra a despenalização. Mas apesar de haver uma maioria de esquerda não é certo que a eutanásia seja aprovada. O PS numa votação dará liberdade de voto aos seus deputados e o PCP ainda não tomou uma posição sobre este tema.

Eu sou a favor que se dê liberdade de decisão às pessoas que passam por situações limites e não queiram passar os últimos tempos de vida a sofrer. Despenalize-se a morte assistida!

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:14

Birra

13.01.17

O PS acordou com o patronato uma baixa da Taxa Social Única, como contrapartida para o aumento do salário mínimo. No entanto a medida tem de passar no parlamento e não tem o apoio da esquerda parlamentar. O PS pensava que o PSD, que já tinha proposto esta medida, iria apoiar a medida mas tal não vai acontecer.

jornal Negócios 13012017.jpg

Contra todas as expectativas o PSD põe-se ao lado dos partidos de esquerda, sendo agora "frontalmente contra a utilização da TSU para promover o aumento do salário mínimo nacional".

Agora temos de ficar à espera se o PS volta atrás e o aumento do salário mínimo para os 557 euros já este ano ficará pelo caminho.

Este parece não vir a ser um ano fácil para o governo do PS apoiado à esquerda.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:08



Astronomy Picture of the Day


Música do dia

anteriores

Tira do Armandinho