Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Rica saúde

por aespumadosdias, em 02.04.09

Ontem o presidente da Associação Nacional das Farmácias (ANF), João Cordeiro, defendeu a substituição por genéricos, dos medicamentos receitados pelos médicos, mesmo quando estes não dão autorização. Segundo ele há já muitos doentes que não compram todos os medicamentos prescritos pelos médicos, abdicando do tratamento recomendado por razões monetárias.

A Ordem dos Médicos apelou à Ordem dos Farmacêuticos para que instaure procedimentos disciplinares aos profissionais que violem a lei, considerando que tal medida acarreta riscos para a saúde pública. Elisabete Faria, presidente da Ordem dos Farmacêuticos, diz que num Estado de Direito a lei é para cumprir, embora conteste a legislação. O governo manteve-se calado.

Não percebo é a razão porque nos hospitais se usam os genéricos, que são mais baratos. Sobre isto não se ouviu nenhum médico. Esta lei tem de ser alterada. É preciso afrontar a classe médica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:11


4 comentários

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 02.04.2009 às 09:00

Ninguém gosta que mexam no seu queijo... é claro que os médicos não gostam que lhes mudem as prescrições.. proque ´lá se vão as viagens e os brindes....

Ontem ouvi a noticia e alguns comentários de médicos... e fiquei irritado.

Abraço
Jorge
Sem imagem de perfil

De Brigitte a 02.04.2009 às 09:33

Politiquisses!!!!!
Infelizmente para nós ou para aqueles que tanto precisam de um comprimido para a sua saude!!!
Sem imagem de perfil

De stiletto a 02.04.2009 às 22:39

Na faculdade ensinaram-me que o doente é o centro do sistema de saúde. Deveria ser a pensar no doente que todos os outros elementos (governo, Indústria farmacêutica, médicos, enfermeiros e farmacêuticos) exerceriam a sua função e o seu trabalho. Infelizmente não é isso que se faz. Cada um defende o seu feudo e aí de quem ousar fazer alguma coisa que modifique alguma coisa. A meu ver, o governo não quer afrontar directamente os médicos e então até está muito satisfeito com esta posição da ANF. O médico pode ser o especialista do diagnóstico mas o farmacêutico é o especialista do medicamento..

(farmacêutica)
Imagem de perfil

De Kok a 03.04.2009 às 02:47

Os genéricos não interessam aos laboratórios, enquanto puderem vender os de marca.
Os médicos não usufruiem de "convenções" se deixarem de receitar "de marca".
Às farmácias, tanto faz; a preocupação destas é vender independentemente de serem genéricos ou de marca.
Ao governo (neste caso, como noutros), faltam um par de..., como dizer..., de tomates para resolver o que tem que ser resolvido.
Aos doentes resta-lhes morrer o mais rápido possível porque assim sempre poupam umas massas!
Exagerei? Talvez, mas acho que não muito.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Astronomy Picture of the Day





Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D