Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Agora foi a Hungria

por aespumadosdias, em 08.06.10

Um porta-voz do novo governo Húngaro, que entrou em funções em 29 de Maio, veio no final da semana passada dizer que o país corria o risco de uma crise semelhante à grega estando em risco de incumprimento, tudo por causa do anterior governo ter alegadamente manipulado os números e mentido acerca do estado da economia.

Apesar de a Hungria não fazer parte da zona Euro, os mercados reagiram muito mal a estas notícias.

Agora diz-se que as declarações de 6ª feira serviram para que o novo governo deixasse cair as promessas eleitorais de baixar os impostos e estimular a economia. Se assim foi a credibilidade dos novos governantes fica muito mal. Para já afirmaram que tudo farão para alcançar um défice 3,8%.

As boas notícias chegaram da reunião do conselho de ministros das finanças dos 16 países da Zona Euro, onde o presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, afirmou estar pouco preocupado com a crise na Hungria.

Tudo isto fez-me lembrar o "discurso da tanga" de Durão Barroso, quando chegou ao poder e que levou Portugal a entrar em recessão.

Vamos lá ver qual vai ser o próximo país a provocar novas quedas nas bolsas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:09


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Rafeiro Perfumado a 08.06.2010 às 09:44

Unm destes dias é San Marino a dizer que as finanças estão mal e o mercado bolsista português vai por aí abaixo. Parece que tudo serve de motivo para o pânico!

Abraço!
Sem imagem de perfil

De Secreta a 08.06.2010 às 14:15

Tudo é "desculpa" para novas crises...
Sem imagem de perfil

De Ribatejana a 08.06.2010 às 23:01

Tb estou curiosa por ver no que isto vai dar. Quer-me parecer que hão-de ser bem mais os países em crise do que o que nos querem fazer acreditar.
Sem imagem de perfil

De xana a 09.06.2010 às 00:15

São mais os que estão a cair, que os que se estão a levantar.
E as agências de rating que só vaticinam má sorte para uns e para outros, afundando-os ainda mais, deviam ter cuidado com o que dizem, afinal, foi uma delas que com as suas contas, acabou por ajudar a provocar esta crise mundial, como deu nos noticiários na semana passada.
O que acho é que as pessoas deviam deixar de culpar o 1º Mnistro pela crise, não que ele seja Santo, que não é, nem lá perto,  mas porque isto já é coisa que vem de antes ( desde os tempos em que o actual presidente era então 1º ministro) e a crise é mundial e não me parece que o Sócrates também seja o culpado.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Astronomy Picture of the Day





Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D