Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Preço dos medicamentos

por aespumadosdias, em 30.09.11

As farmácias estão em pé de guerra com o governo. Ontem Paulo Macedo, ministro da Saúde, anunciou novas medidas no sector.

Para pagarem menos pelos medicamentos comparticipados decidiram baixar a margem de lucro das farmácias e dos armazenistas. João Cordeiro, presidente da Associação Nacional Farmácias, apresentou a demissão por não concordar com esta medida. Muitas farmácias, que estão já em dificuldades, vão acabar por fechar. Quem vai acabar também por ser prejudicado vai ser o utente. A população pode até de início ficar contente com esta medida mas futuramente isso pode não ser tão benéfico.

Agora, também vai acabar por haver desemprego dos farmacêuticos. A solução para eles vai ser dar aulas de Físico - Química. Eu quase que estive para ir para Farmácia quando fui para a Universidade.

Outra medida anunciada por Paulo Macedo foi nas taxas moderadoras. Para além da actualização anual automática das taxas moderadoras no acesso às prestações de saúde à taxa de inflação, resolveram que a isenção passa a ter em linha de conta o rendimento médio mensal do agregado e a a isenção do pagamento de taxas moderadoras para os portadores de doenças vai deixar de ser total, passando a aplicar-se apenas aos actos relativos à respectiva doença. A classe média vai mais uma vez ser prejudicada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:19


5 comentários

Sem imagem de perfil

De stiletto a 30.09.2011 às 15:57

Afinal mudou a cor do partido no governo mas os maus hábitos mantêm-se. Não houve absolutamente negociação nenhuma. Não se avaliou o impacto destas medidas nas farmácias que são pequenas empresas e esta descida na margem pode prejudicar gravemente. Os medicamentos são pagos antes de serem vendidos. As farmácias fornecem medicamentos a crédito aos utentes do SNS e o pagamento não é feito a tempo e horas. Há um esforço para haver stocks suficientes para as necessidades mas, de futuro, não sei se será comportável este nível de stocks parados. O futuro da minha área está muito negro.
Sem imagem de perfil

De maria a 30.09.2011 às 15:58


Acho muito bem que os medicamentos baixem de preço, não faz sentido que o mesmo medicamento, ou similar, em Portugal seja vendido ao dobro do preço do que praticado é em Espanha...

Quanto às farmácias, e lamentado que alguns farmaceuticos venham para o desemprego, não deviam ter aberto tantas...só na minha rua existem 3...1 era pouco, mas 3 são demais...e já nem falo das parafarmácias e locais do género...

Não só abriram farmácias demais como ainda alargaram o horário de funcionamento...hoje vais a uma farmácia e na maioria do tempo está às moscas...

O que não estou a ver é como é que o utente vai sofrer com estas medidas, se os medicamentos vão ficar mais baratos, melhor, não? O atendimento pode ser um bocadinho mais demorado, mas tem que ser igual...

Beijinho :)
Sem imagem de perfil

De stiletto a 30.09.2011 às 23:06

Olá Maria.
Concerteza que sabes que o trabalho da farmácia e a função do farmacêutico não é apenas "vender" medicamentos. O aconselhamento faz parte das obrigações da farmácia e para que este aconselhamento seja útil e fiável é necessário que os profissionais sejam bem preparados, em número suficiente e que invistam na formação contínua. Obviamente que, ao se reduzirem as margens, as equipas vão diminuir de tamanho e a disponibilidade para prestar um bom aconselhamento vai ser menor. Quando, na farmácia onde trabalho, somos menos, em tempo de férias por exemplo, e está muita gente para atender, tenho dificuldade em concentrar-me para ouvir bem as pessoas e aconselhá-las o melhor possível quando necessário.

Em relação ao número de farmácias não me parece que sejam muitas, estão é mal distribuidas. A lei actual permite que as farmácias saiam das localidades mais pequenas e se instalem nas sedes de concelho.
Imagem de perfil

De Kok a 30.09.2011 às 16:07

Sou burro? Devo ser...
Por achar que baixar ou congelar ordenados e aumentar os imposto, não é uma boa solução.
Por achar que não adianta produzir mais quando as pessoas não têm dinheiro para fazer compras.
Por achar que a minha (tal como outras) voz não chega lá onde deveria chegar.
Image
Sem imagem de perfil

De detective privado a 29.11.2011 às 02:00

boa onda very obrigado. ler isto é extrmament muito bom! essa entrada ficou da moda.. considermo-me guest frequente 100% no bloge. abr

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Astronomy Picture of the Day





Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D