Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Publicidade às farmácias

por aespumadosdias, em 19.10.08

Ontem fiquei admirado ao ver 1 anúncio na televisão às farmácias. Porque será? Estarão a perder muitos clientes para as parafarmácias dos hipermercados?

Parecia um anúncio semelhante ao que surge por altura do Natal sobre o comércio tradicional.

Não tinha ideia que as farmácias também estariam a ser afectadas pela crise. Será que as pessoas também estão a poupar nos medicamentos? Sempre pensei que fosse um negócio lucrativo pois os portugueses tomam medicamentos por tudo e por nada. Eu cá vou muito poucas vezes a farmácias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:17


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Miepeee a 19.10.2008 às 12:36

Parece que a crise bate a porta de todos e não me admirava nada que haja pessoas a cortar na medicação ou mesmo a deixar de tomar por não ter dinheiro para tal. No entanto não me parece que seja só isso que tem impacto na industria farmacêutica , há muita coisa por detrás envolvida e não tarda nada vai começar a ser noticiado nos telejornais.
Sem imagem de perfil

De Gi a 19.10.2008 às 13:01

A publicidade não é às farmácias; a publicidade é ao cartão; mais um crédito, está visto.
Imagem de perfil

De aespumadosdias a 19.10.2008 às 15:15

Olá!
Eu sei. Mas esse cartão servirá para as pessoas irem mais às farmácias. Ou seja é para concorrer com os outros pontos de venda.
Bom resto de domingo.
Sem imagem de perfil

De stiletto a 20.10.2008 às 00:10

O cartão das farmácias não é mais um cartão de crédito. Procura infomar-te melhor ou numa farmácia ou aqui http://www.farmaciasportuguesas.pt
Sem imagem de perfil

De stiletto a 20.10.2008 às 00:06

A publicidade que viste não é propriamente às farmácias mas sim a um seguro de doenças graves que pode ser feito através do cartão das farmácias. Naturalmente que o cartão pode ser considerado uma forma de promover as farmácias, já que ao se atribuirem pontos pela aquisição de produtos na farmácia, se está a concorrer com os outros pontos de venda desses produtos. Tendo em conta que a concorrência tem vindo a ser promovida, temos todos que utilizar os mesmos meios.
Também lanças a pergunta "será que os portugueses estão a poupar nos medicamentos?". Eu trabalho nesta àrea quase há 10 anos e cada vez se nota mais que o movimento diminui a meio do mês e aumenta no fim do mês, as pessoas recorrem cada vez mais aos genéricos (mais baratos) e também perguntam o valor da receita antes de decidirem aviá-la e apercebo-me que muitas vezes prescidem de medicamentos essenciais por não os poderem pagar. Quando isto acontece fico muito incomodada com a situação. Não sou poucas as farmácias que facilitam e permitem que as pessoas paguem mais tarde. Nalguns casos estes "créditos" atingem valores elevadissimos. Ainda estou para perceber porque que é que, recentemente, só desceram os preços dos genéricos e não desceram o preço de todos os medicamentos. Será porque a indústria farmacêutica tem uma grande influência em Portugal?

Peço desculpa pelo tamanho do comentário mas eu trabalho nesta àrea e adoro o meu trabalho por isso...
Sem imagem de perfil

De Pipas a 20.10.2008 às 13:27

Eu não estou muito dentro dessa área, raramente vou ao médco e ainda mais raramente vou a farmácias, e quando preciso de algo nessa área, tenho (até ver) esses serviços no meu trabalho e é lá que os uso. Mas penso que a indústria farmaceútica é uma das indústrias mais especulativas tanto em Portugal como no resto no mundo, os laboratórios acho que abusam um bocadinho nos preços dos medicamentos, e mesmo os tão falados genéricos, são caros...
Enfim, é o mundo que temos.~
Abraço

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Astronomy Picture of the Day





Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D