Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Acusação contra os inspectores da Judiciária

por aespumadosdias, em 27.10.08

Começa hoje o julgamento dos inspectores da Polícia Judiciária, que são acusados de terem agredido Leonor Ciriano, para obterem a confissão de que ela era responsável pelo desaparecimento da sua filha Joana.

Na 6ª feira, o advogado dos polícias mostrou as fotos incriminatórias e disse que eram montagens. Se o eram, qual a razão para se ter tirado a fotografia da senhora?

É muito grave se a acusação tiver razão. Se calhar não foi a única pessoa a apanhar para se obter uma confissão de 1 crime quando as provas são insuficientes. Já não estamos a viver em ditadura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:35


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Cláudia a 27.10.2008 às 09:59

Isto vai parecer mal...mas uma gaja que mata a filha, ou vê matar a filha quer o que???
Muita sorte teve ela.
Não tenho pena e foram poucas as que ela levou!
Imagem de perfil

De aespumadosdias a 27.10.2008 às 10:12

Viva! Mas os incompetentes da Juduciária não encontraram o corpo. Será que os criminosos cometeram o crime perfeito?
Sem imagem de perfil

De stiletto a 27.10.2008 às 10:07

Sim, já não estamos em ditadura, é uma verdade. Mas continua por explicar o que aconteceu à infeliz criança. Terá sido morta e o corpo desapareceu? Foi vendida? Fugiu de uma vida de sofrimento? Isso é que eu gostava de ver explicado. Crimes contra crianças não deviam ser esquecidos, as crianças não se conseguem defender. Se os pais não garantem a sua segurança ou são eles próprios a fonte da violência, é o Estado que tem a obrigação de defender os mais desprotegidos. Para isso nem me importo de pagar impostos.
Sem imagem de perfil

De Miepeee a 27.10.2008 às 10:50

Ja nao estamos numa ditadura, mas e sabido que a PJ nem sempre utiliza os metodos mais correctos para obter informacoes. Neste caso especifico, desculpa, mas se ela realmente matou a filha, levou foi poucas independentemente da policia ter descoberto o corpo ou nao. Lembro-me perfeitamente de ver a noticia quando ela foi para a tv pedir auxilio e nem uma lagrima caia, estava mais fria que um cubo de gelo. Uma mae que nao sabe de um filho nao reage assim, depois a carinha dela nao engana ninguem.
Sem imagem de perfil

De Brigitte a 27.10.2008 às 11:36

Eu acredito nas nossas forças policiais e cá para nós, uma mulher que faz o que fez à filha merece aquilo e muito mais....

:)
Sem imagem de perfil

De Sofia a 27.10.2008 às 12:43

É triste, mas neste caso não se havia de safar ninguém; nem mãe, nem tio, nem polícias...
Sem imagem de perfil

De vicio a 27.10.2008 às 15:14

se a acusação queria realmente que as fotos fossem prova deviam ter mostrado os originais e não imagens impressas de computador que lhes deu a hipotese de questionar a veracidade das imagens!
Imagem de perfil

De aespumadosdias a 27.10.2008 às 17:32

Mais 1 vez o ministério público a meter água.
Obrigado pela visita.
Sem imagem de perfil

De Sofia a 27.10.2008 às 17:30

Não tenho pena nenhuma da "senhora em questão"... até acho que devia ter levado mais.
Eu acho que ela não matou a menina, mas sim que a vendeu... O que para mim ainda a torna num bicho maior... Ela ainda se dá ao prazer de gozar com Portugal inteiro e ainda é tida na justiça portuguesa como uma vítima...
enfim...
Imagem de perfil

De aespumadosdias a 27.10.2008 às 17:35

Olá!
Também pensei isso na altura.
Que a polícia descobra o que realmente se passou. Mas utilizando métodos adequados.
Até...
Sem imagem de perfil

De xana a 27.10.2008 às 23:16

Se levou, foram bem dadas. Se confessou não foi por ter levado porrada, foi porque realmente o fez. Porque não o tendo feito, e a levar porrada diria a verdade, porque saberia que a condenação é menor no caso de ter vendido a criança, até porque nessa altura já tinha um advogado de defesa. Crime perfeito não existe, existe é muito tempo entre o desaparecimento das crianças e o tempo que começam as investigações a sério. Dá tempo para tudo, como se viu no caso Maddie. Depois, é o que se vê... Não acredito que os inspectores da PJ fossem tão estúpidos ao ponto de baterem até deixarem alguém naquele estado. E porque é que se queixou tanto tempo depois? Onde estão as fotos originais? E os jornalistas que as publicaram, e a fonte de onde surgiram é fidedigna? Há muita coisa sem explicação, tal como o desaparecimento do corpo de Joana.
O caso Maddie é muito diferente, porque a partir do momento em que se tornou um caso político, ficou resolvido da forma que está.
Quero ver é quanto dos meus descontos ainda vão ser usados para pagar indemnizações para estes casos, que acabam por nunca ser resolvidos e os culpados ainda levam umas massas depois de tudo...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Astronomy Picture of the Day





Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D