Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O caso de Eluana Englaro

por aespumadosdias, em 08.02.09

O caso de Eluana, em estado vegetativo desde um acidente rodoviário que a deixou em coma em Janeiro de 1992, gera enorme polémica em Itália.

No início da semana foi transferida para um hospital, que aceita "deixa-lá" morrer, suspendendo a alimentação.

O Vaticano condenou esta decisão. O governo italiano na 6ª feira impediu, através de um decreto-lei, que o hospital a deixasse morrer, apesar de a justiça ter determinado o seu direito a morrer, a pedido da família.

A morte desta maneira deve ser extremamente dolorosa. Tudo seria diferente se lhe dessem algo para morrer.

Sempre fui contra a eutanásia, até ver o filme Mar Adentro. Desde essa altura, vacilo sempre que se fala deste assunto. Cada caso deve ser analisado e depois tomada uma decisão pelos orgãos competentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Maldonado a 08.02.2009 às 12:01

A eutanasia deverá ser sempre o último recurso quando a medicina não conseguir reanimar um corpo em estado vegetativo.
No caso da italiana, existe apenas um corpo, não uma pessoa dotada de razão e sentimentos. Já o foi antes do acidente.
Para quê manter vegetativamente alguém que não pode ser reanimado? É absurdo!
Infelizmente os preconceitos judaico-cristãos ainda prevalecem sobre o bom senso...
Sem imagem de perfil

De stiletto a 08.02.2009 às 13:33

Eu sempre fui contra todos os atentados à vida mas a eutanásia é aquele que me deixa com sentimentos mais contraditórios. Neste caso em especial acho que se a deixarem morrer por desnutrição e por desidratação é uma violência quase tão grande como manterem-na nas condições em que está. Embora seja contra, mais valia que lhe dessem algo que a fizesse morrer mais depressa.
Sem imagem de perfil

De miepeee a 08.02.2009 às 14:44

Sou a favor da eutanasia para casos como o desta senhora, mas nao concordo com a forma como querem fazer neste caso, privando-a de alimentos.
Beijinho.
Sem imagem de perfil

De susana Rodrigues a 08.02.2009 às 18:16

eu não sou contra a eutanásia. Acho que deve ser uma escolha pessoal... e ai entra o problema... e quando a pessoa não tem capacidade para escolher? Fico dividida, muito sinceramente.
vou reflectir mais um pouco sobre isto.
su
Sem imagem de perfil

De Brigitte a 09.02.2009 às 09:26

Confesso que é um caso em que deveria ser feita a vontade tanto dela, como da familia, são muitos anos em sofrimento, 17 anos...

Boa semana
:)
Sem imagem de perfil

De Gi a 09.02.2009 às 10:20

Concordo com a eutanásia, quando a pessoa está num estado vegetativo, e passado o tempo em que é confirmada a sua irreversibilidade.

Concordo com a eutanásia, quando é a própria pessoa que, ao se encontrar completamente dependente de outrém, e não querendo continuar assim, escolha morrer.
Sem imagem de perfil

De vita a 09.02.2009 às 14:16

Pois, eu concordo quando se está só a sofrer e já não existe possibilidade de voltar à vida.

Beijo
Sem imagem de perfil

De Fabiana a 10.02.2009 às 10:00

Se isso tivesse acontecido muitos e muitos anos atrás , não existiria a tecnologia dos aparelhos que a manteve viva... Acredito que enquanto há vida há esperança , mas manter 17 anos alguém em estado vegetativo com aparelho , é desumano!!! A igreja católica é uma máfia !!! Eles sabem que isso e muitas outras coisas são erradas, mas não mudam para manter o protocolo..porque mudar da trabalho e eles iriam perder muitos fieis, mas eles não enxergam que estão perdendo há muitos anos...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Astronomy Picture of the Day





Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D