Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Com 81 anos

03.10.18

Ontem a aula de Físico Química do 7º ano foi sobre Exploração Espacial. No ano passado dediquei uma parte da aula à cadela Laika, o 1º ser vivo no espaço, este ano falei mais sobre Valentina Tereskova. Uma aluna achou piada ao nome e foi à mala e tirou a escova, dizendo o nome dela.

Valentina Vladimirovna Tereskova, em russo Валентина Владимировна Терешкова, foi a primeira mulher a ir ao espaço, em 16 de Junho de 1963, com 26 anos, na nave Vostok VI. Tornou-se heroína nacional após o sucesso de sua missão, condecorada por líderes soviéticos, russos e estrangeiros de várias gerações. Está com 81 anos e é desde 2011 deputada pelo partido Rússia Unida, o mesmo de Putin.  

História dela dava um filme de Hollywood. Vem de uma família proletária, o pai era um motorista de trator, que desapareceu na guerra russo-finlandesa de 1940. Valentina só entrou para a escola aos 8 anos e começou a trabalhar com 18 anos, numa fábrica têxtil, para ajudar a mãe viúva. Aos 24 anos, em 1961, começou a estudar para ser cosmonauta. Em 1962 foi admitida como cosmonauta mas foi Nikita Krushev quem decidiu finalmente ela seria a 1ª mulher no espaço, idealizando-a como a "Nova Mulher Soviética" - uma comunista devotada, trabalhadora humilde oriundade fábrica textil.

Valentina Tereskova completou 48 órbitas à volta da Terra, no total de 71 horas, quase 3 dias, apesar das náuseas, vômitos, segundo ela por causa da qualidade da comida a bordo, de dores fortes na canela direita a partir do segundo dia e do desconforto psicológico que sentiu. O regresso foi complicado pois ficou sem rádio após a nave ser colocada em órbita descendente e iniciar os procedimentos de descida, quando ejetada da Vostok VI já na atmosfera e continuar a descer de paraquedas, esteve próxima de cair dentro de um lago. Nas suas memórias disse que se isso acontecesse talvez não conseguisse sobreviver, pois não teria forças para nadar até às margens. Felizmente um forte vento mudou a direção do paraquedas e ela caiu em terra. Mas mesmo assim, o impacto foi forte e ela ficou com uma grande mancha roxa no nariz, que bateu no capacete, tendo sido obrigada a usar forte maquiagem nos primeiros dias depois do regresso à Terra, nas aparições públicas oficiais. As 71 horas a bordo da Vostok eram até essa altura o recorde de mais tempo no espaço, batendo o tempo que todos os astronautas norte-americanos tinham estado no espaço.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:54




Astronomy Picture of the Day


Música do dia

anteriores

Tira do Armandinho