Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A campanha eleitoral para a 2ª volta das presidenciais brasileiras de 28 de Outubro está ao rubro. As sondagens dão 59% para Jair Bolsonaro. 

Agora a polémica é o chamado "Caso do WhatsApp". O jornal Folha de São Paulo dizia na 5ª feira que havia empresas a contratar o envio, através do WhatsApp, de milhões de mensagens e notícias falsas contra Haddad, com o objectivo de beneficiar Jair Bolsonaro. Vários pedidos de investigação deram entrada no Tribunal Superior Eleitoral e pedem a impugnação da candidatura de Bolsonaro. O TSE já se reuniu e chegou a marcar uma conferência de imprensa para falar do caso, mas adiou os esclarecimentos para domingo. Fernando Haddad já veio dizer que Bolsonaro "não vai poder fugir da Justiça”.

Este esquema pode ser considerado financiamento ilegal de campanha eleitoral pois as empresas não podem doar dinheiro a campanhas.

Entretanto o WhatsApp já suspendeu as contas das empresas suspeitas de propaganda ilegal.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:51




Astronomy Picture of the Day


Música do dia

anteriores

Tira do Armandinho