Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



44500 colocados

08.09.19

Ficou a saber-se hoje os colocados deste ano no ensino superior. Este ano entraram 44500 alunos, mais 818 que no ano passado.

jornal Público 08092019.jpg

O ano passado foi no curso de Engenharia Física e Tecnológica, do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, que a média de acesso foi mais elevada  (o último colocado tinha 18,9 valores). Este ano o curso com a média mais alta foi Engenharia Aeroespacial, no Instituto Superior Técnico, com o último colocado a ter 18,95 valores.

No meu curso, Química Tecnológica, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, entraram 21 alunos e o último entrar teve 13,4 valores. O ano passado a méida do último colocado tinha sido 13,1 valores.

Os resultados dos outros cursos podem ser consultados aqui.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:18

Triste notícia

18.07.19

A classe docente está de luto. A Fenprof tem vindo a denunciar vários casos de professores que morreram em quanto estavam a trabalhar. 

A maioria dos casos,segundo a Fenprof, terão ocorrido à noite, enquanto os professores “trabalhavam em frente ao computador”, a corrigir provas, a dar notas ou a preparar atas de reuniões. A única exceção foi a de uma professora de Inglês, que morreu na sala de aula, numa escola de Manteigas, e que era titular de todas as turmas do 7.º ao 12.º anos.

Mário Nogueira quer averiguar se as mortes dos últimos meses se tratam, ou não, de uma coincidência e quer apurar causas.

Um estudo liderado pela investigadora Raquel Varela, da Universidade Nova, divulgado o ano passado, diz que mais de 60% dos professores portugueses (65 mil) sofrem de exaustão emocional, provocada pela excessiva burocracia e a indisciplina dos alunos.

Algo tem de ser feito rapidamente. Esta situação não pode continuar. Não admira que muitas vezes seja tão dificil substituir um professor pois já são muitos os que não querem ir para esta profissão.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:46

Ontem realizou-se o exame de Matemática do 12º ano. Eu estive a vigiar. Entrei na escola às 8h30 e só às 12h45 fiquei despachado.

Jornal Público 26062019.jpg

Na minha sala 13 alunos, a maioria muito nervosos, tentaram resolver a prova. Entraram às 9h05, preencheram o cabeçalho da folha de prova e começaram o exame às 9h30. Nos primeiros 75 minutos, com 15 minutos de tolerância, realizaram a 1º caderno, onde puderam utilizar calculadora. Às 11h05 começaram a realizar o 2º caderno, já sem máquina de calcular. Às 12h20 saíram só 3 alunos. Os outros ficaram mais 15 minutos. Depois das 12h35 organizámos as provas e fomos entre entregá-las no secretariado.

Poucas eram as questões que ainda sabia resolver. Alguns exercícios tinham alternativa para quem era do antigo currículo. No meu tempo a Matemática seria mais fácil? A Sociedade Portuguesa de Matemática veio dizer que a prova era "pobre e facilitista".

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:46

O professor Rui Correia, que lecciona História na Escola Básica de Santo Onofre, que pertence ao Agrupamento de Escolas Raul Proença, nas Caldas das Rainha, venceu o Global Teacher Prize Portugal, a versão portuguesa do prémio que é considerado “Nobel” da Educação e que pretende valorizar projectos educativos inovadores. Vai receber um prémio de 30 mil euros.

Professor do ano.png

Rui Correia pretende mostrar aos alunos que “estudar é uma coisa para todos” e por isso, encontrou formas de os manter os alunos atentos e empenhados nas aulas, tendo desenvolvido estratégias para “garantir que os ciclos de atenção eram constantemente reactivados”. Nas suas aulas, há pausas para a realização de actividades práticas. Os métodos são sempre descontraídos e “low-tech": são distribuídas aos alunos páginas amarelas onde fazem resumos do que é dado nas aulas a cada 15 minutos e, em cima das mesas, há “copos-semáforo” com os quais o professor pode recolher feedback do entendimento da matéria pelos alunos em tempo real.

Também gostava de ter os meus alunos mais atentos e empenhados nas aulas mas nem sempre consigo. Nas minhas aulas também há períodos para realizar actividades práticas e a explicação das matérias é muito diversificada. O problema é que alguns alunos só vão às aulas porque são obrigados e gostam da escola só por causa do convívio. 

 

Foto do site do Público.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:45

Fim das propinas

10.01.19

Quando andava na faculdade lutava-se contra a imposição das propinas. Fui a algumas manifestações conra as propinas. Em 1992 os meus pais começaram a pagá-las.

Agora. o ministro do ensino superior diz que é desejável que o acesso ao ensino superior seja livre, tendencialmente gratuito, e que isso aconteça no espaço de uma década.

Marcelo Rebelo Sousa também concorda. David Justino, actualmente vice-presidente do PSD e que foi ministro da educação entre 2002 e 2004, veio ontem dizer que foi Marcelo Rebelo de Sousa, quando era líder do PSD, deu aval à subida das propinas do ensino superior através de um acordo com o Governo socialista de António Guterres.

Por enquanto o valor anual das propinas vai só baixar em 212 euros, passando de 1068 euros para 850 euros.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:26

A Comissão Nacional de Educação anunciou o relatório "Estado da Educação 2017". Para a presidente do CNE, Maria Emília Brederode Santos, deveria repensar-se a organização do ensino básico, atualmente dividido em 3 ciclos, nomeadamente em relação à existência do 2º ciclo. Tudo por causa  do elevado número de chumbos no 2º ciclo.

IMG_20181122_083315.png

A ideia é o pré-escolar ter mais um ano, o 1º ciclo ir até ao 5º ano e o até agora 3º ciclo começar no 6º ano.

O ministro da Educação diz que eliminar o 2º ciclo tem de ser uma ideia muito discutida. No entanto, Tiago Brandão Rodrigues acredita que os argumentos do CNE não fazem sentido, até porque os chumbos têm diminuído.

Eu penso que há um problema no 2º ciclo mas tenho dúvidas que a solução seja o seu fim. Se calhar fazia mais sentido era aumentar o 2º ciclo, começando no actual 4º ano e acabando no 7º.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09

20 mil na rua

06.10.18

Depois de uma semana de greves por regiões, ontem 20 mil professores sairam à rua em Lisboa, no dia mundial do professor. Desta vez desceram a Almirante Reis, desde a Alameda até ao Terreiro do Paço. Querem que o tempo de serviço congelado durante 9 anos, 4 meses e 2 dias seja recuperado.

N 5ª feira o governo aprovou um decreto-lei que define que os professores vão recuperar 2 anos, 9 meses e 18 dias. Tiago Brandão Rodrigues diz que esta proposta "apresenta um paralelismo nas carreiras gerais da Função Pública, pondo um ênfase importante na sustentabilidade orçamental e financeira". António Costa diz que o tempo de serviço que os professores vão recuperar "é o possível, justo e razoável".

Nas próximas eleições muitos professores prejudicados não irão votar no PS.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:34

Ontem não se falava de outra coisa na escola. Desde ontem está convocada uma greve às avaliações nas escolas. A minha 1ª reunião é na 4ª feira.  Já entreguei as notas mas vou ter de fazer ainda alterações pois ainda há alunos que me prometeram que entregavam um trabalho hoje de manhã. Claro que a nota do trabalho vai ser um pouco baixa pois o trabalho é entregue já fora do prazo.

Esta greve poderá poderá impedir os alunos do 9.º ano e do ensino secundário de fazerem os exames que arrancam no dia 18.

Legalmente, basta que um só professor falte para que um conselho de turma não possa ser realizado. Caso isso aconteça, o director da escola remarca a reunião passadas 48 horas e a reunião pode ser remarcada sucessivamente e por tempo indefinido.

Esta greve é por causa da recuperação do tempo de serviço, congelado durante 7 anos, dos professores para progredir na carreira. Segundo o Governo, o descongelamento das carreiras vai permitir a progressão de mais de 50 mil professores no próximo ano, o que representa um custo adicional de 90,2 milhões de euros em salários. As organizações sindicais aceitaram que a reposição salarial fosse faseada no tempo, num período que se poderia prolongar para além da actual legislatura. O ministro da educação diz que  o tempo de serviço prestado pelos professores durante o período de congelamento não será contabilizado para efeitos de progressão na carreira.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:15

Este ano há novamente concurso para os professores do Quadro. Quem é do Quadro de Zona n«Pedagógica é obgrigado a concorrer, já quem é do Quadro de Agrupamento, concorre se quiser.

Eu vou concorrer para ver se mudo de escola. Vamos lá ver se consigo. Desta vez já concorro em 1ª prioridade.

O prazo de candidatura começou ontem e prolonga-se até dia 3 de Maio.

como habitualmente há sempre uma polémica. Desta vez é por causa dos professores do privado  poderem concorrer.

Este concurso ocorre por o parlamento ter decidido no dia 3 de Abril que devia voltar a realizar-se  um concurso de mobilidade para professores dos quadros, para substituir o polémico concurso realizado no ano passado que levou à apresentação de 799 providências cautelares, por quando foram disponibilizados os horários incompletos, muitos professores queixaram-se de terem sido ultrapassados por colegas menos graduados.

concurso de professores 18 19.png

 

Foto daqui.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:10

4 dias de Greve

13.03.18

Hoje começam 4 dias de Greve de professores por causa do desacordo com o Governo sobre o tempo de serviço dos professores que deve ser descongelado. 

Greve de professores.JPG

Os primeiros professores a entrar em Greve são os da Grande Lisboa (Lisboa, Setúbal e Santarém) e região autónoma da Madeira. Amanhã a greve é para os professores  da região Centro (Coimbra, Viseu, Aveiro, Leiria, Guarda e Castelo Branco), no dia 15 será no sul (Évora, Portalegre, Beja e Faro). e dia 16 de marçoa paralisação será na região norte (Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança) e na região autónoma dos Açores.

Ontem os sindicatos de professores decidiram manter a greve. O Governo voltou ontem a apresentar aos sindicatos a mesma proposta que já tinha divulgado numa reunião negocial anterior, que apenas admite o descongelamento de 2 anos e 10 meses de tempo de serviço aos docentes. Os sindicatos querem que sejam contabilizados os  9 anos, 4 meses e 2 dias que os professores estiveram congelados.

Vamos ver se os professores, numa altura de muito trabalho com avaliações, vão fazer greve.

 

Foto do site da Fenprof.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:54



Astronomy Picture of the Day