Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Em maus lencóis

por aespumadosdias, em 21.11.19

Já lá vai mais de uma semana em que várias testemunhas estão a ser ouvidas pelo Congresso no processo de destituição de Donald Trump. Em causa está uma alegada pressão de Trump ao presidente ucraniano para investigar o candidato às eleições de 2020 Joe Biden e o seu filho, em troca de apoio militar ao país.

As audições estão a ser transmitidas em directo por vários canais televisivos norte-americanos

As várias testemunhas já ouvidas têm considerado que ouve pressões inadmissíveis de Trump. Ontem foi a vez de Gordon Sondland, embaixador dos Estados Unidos para a União Europeia, que fez um testemunho público comprometedor para Trump - "Seguimos as ordens do Presidente".

Este fim de semana a democrata Nancy Pelosi, Presidente da Câmara dos Representantes, convidou Donald Trump a testemunhar - "Se tem informações que o ilibam, estamos ansiosos para vê-las". O presidente dos Estado Unidos respondeu-lhe,  afirmando que está a considerar a hipótese de testemunhar no processo que visa a sua destituição - "Embora eu não tenha feito nada de errado e não goste de dar credibilidade a este embuste que não leva a lado nenhum, agrada-me a ideia e irei (...) considera-la seriamente".

Donald Trump está em maus lençóis.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:24

45%?

por aespumadosdias, em 17.11.19

Boris Johnson está à frente nas sondagens e com grande vantagem, o que custa a acreditar. Ontem foi divulgada uma sondagem, da YouGov, que dá 45% para os Conservadores, ficando os Trabalhistas apenas com 28%, ficando os Liberais Democratas com 15%.

Outra sondagem da Opinium Research, 44% aos Conservadores, 28% aos Trabalhistas e 14% aos Liberais Democratas.

A única hipótese para Jeremy Corbyn são os debates. O 1º é já na 3ª feira na ITV. Depois ainda haverão mais 2 - dia 28 na Sky News e 29 na BBC.

As eleições serão a 12 de Dezembro.

 

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:51

Foi "um bom homem"

por aespumadosdias, em 16.11.19

No passado domingo Evo Morales, no poder desde 2006, demitiu-se da presidência da Bolívia. Na 3ª feira foi para o México, face aos receios pela vida. Os críticos de Morales celebraram a demissão e o exílio. No entanto, o desejo de Morales é regressar à Bolívia e diz-se vítima de um golpe de estado.

Na capital, La Paz, manifestantes pró-Morales, com o emblema dos povos indígenas da região de Los Andes, a wiphala, proclamada como símbolo nacional na Constituição de 2009, dizem que ele foi "um bom homem" que "trabalhou por todos e não roubou ninguém, como este governo de ladrões que dirige a Bolívia vai fazer" e pedem a sua volta.

Manifestantes contra Morales chegaram a queimar a wiphala (quadrado com 7 cores que representam, por exemplo, o verde da produção agrícola, o violeta do poder comunitário ou o vermelho da terra).

Interinamente, é Jeanine Ánez, de 52 anos, até agora vice-presidente do Senado da Bolívia, que chefia o país até novas eleições, que deverão ocorrer num prazo máximo de 90 dias.

O Movimento para o Socialismo, partido do qual Evo Morales é lider, quer concorrer nas próximas eleições mas Ánez diz que terão de encontrar um novo líder porque "Morales não tem qualificações para um 4º mandato".

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:42

Gobierno progresista de coalición

por aespumadosdias, em 13.11.19

Inesperadamente, menos de 48 horas passadas do dia das eleições gerais em Espanha, Pedro Sánchez e Pablo Iglesias chegaram a um acordo para uma coligação de governo. Pablo Iglesias vai ser vice primeiro ministro.

Ontem fez-se história em Espanha.

Nos últimos anos foram muitas as vezes que Pedro Sánchez disse não a uma coligação com Pablo Iglesias - um governo progressista sim mas o Podemos no governo nem pensar.

Na conferência de imprensa de ontem à hora de almoço, Pablo Iglesias afirmou que se trata de um governo que combina a "experiência do PSOE com a coragem do Podemos" e Pedro Sánchez disse que o "compromisso de ambas as formações era desbloquear a situação em Espanha".

No entanto, PSOE e Unidas/ Podemos juntos não têm maioria absoluta. Nas eleições de domingo, os 2 perderam 10 deputados. Vai ser preciso que haja uma abstenção dos Partidos nacionalistas basco e catalão. No 9º ponto do acordo entre PSOE e Unidas/ Podemos tem como título "Garantir a convivência na Catalunha" e  diz que o governo de Espanha terá como prioridade garantir a convivência e a normalização da vida política - "Com esse fim, irá fomentar-se o diálogo na Catalunha, procurando fórmulas de entendimento e encontro, sempre dentro da Constituição. Também se fortalecerá o Estado das autonomias para assegurar a prestação adequada dos direitos e serviços da sua competência. Garantiremos a igualdade entre todos os espanhóis".

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:42

Un planeta llamado nosotros

por aespumadosdias, em 11.11.19

Hoje a música é dos espanhóis Maldita Nerea, com Un planeta llamado nosotros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:20

3,6 millones

por aespumadosdias, em 11.11.19

As sondagens não se enganaram por muito. A eleições em Espanha deram uma brutal subida à extrema direita do VOX, que passa a ter 52 deputados, passando a ser a 3ª força política em Espanha. Votaram no VOX 3,6 milhões de espanhóis, dos 24 milhões que foram às urnas.

O maior derrotado da noite eleitoral foi o Ciudadanos, que passou de 57 deputados para apenas 10. O PSOE e o Unidas Podemos também perderam deputados - 3 para os socialistas, que agora têm 120 deputados, e 7 para o Unidas Podemos, que passaram a ser 35 no congresso.

Já o PP voltou a subir, de 66 para 87 deputados. Os partidos regionais também subiram. Um novo partido regionalista vai para o parlamento - o Terruel Existe, que conseguiu eleger 1 deputado. Íñigo Errejón, que deixou o Podemos só conseguiu eleger 3 deputados pelo Más País.

Com estes resultados continua muito difícil para o PSOE formar governo. Será que o PP se vai abster e deixar os socialistas governarem?  Os espanhóis já devem estar fartos de eleições.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:28

Lula Livre!

por aespumadosdias, em 09.11.19

Luis Inácio Lula da Silva deixou ontem a prisão em Curitiba, após 580 dias preso. Muitos eram os apoiantes às portas da prisão. Lula tinha sido condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

Logo após a saída houve discurso para atacar Bolsonaro, Sérgio Moro, a Polícia Federal e o Ministério Público. Com Lula estavam Fernando Haddad, "Quase presidente se não fosse roubado", a actual presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e a nova namorada Rosângela da Silva.

A decisão da libertação de Lula foi do juiz Danilo Pereira Júnior, magistrado da 12ª Vara Federal de Curitiba, depois de na 5ª feira o Supremo Tribunal Federal, por 6 votos a favor e 5 contra, ter decidido que um réu só pode cumprir pena depois que esgotar os recursos na Justiça.

Hoje haverá novo discurso em São Bernardo do Campo, São Paulo, onde é a sede do Sindicato dos Metalúrgicos.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:48

El bloqueo persiste

por aespumadosdias, em 06.11.19

Já no próximo domingo os espanhóis voltam às urnas para escolherem o governo. Estas são as quartas eleições em 4 anos.

Na 2ª feira houve debate com 4 dos principais candidatos - Pedro Sánchez, Pablo Casado, Alberto Rivera, Pablo Iglesias e Santiago Abascal. O tema que dominou o debate foi a Catalunha.

Pablo Iglesias quer ir para o governo, Santiago Abascal quer suspender a autonomia da Catalunha, Alberto Rivera, apelou à destituição do presidente catalão Quim Torra, Pedro Sánchez quer proibir os referendos na Catalunha e Pablo Casado, defendeu que o Estado deve tirar das mãos do governo regional o controlo da segurança na Catalunha.

Nas sondagens, o PSOE está com 27,3% das intenções de votos, mas com menos 2 deputados do que nas eleições de Abril, o PP sobe quase 5% nas sondagens para 21,2%, com 91 lugares no Parlamento, o VOX surge na 3ª posição com 13,7% dos votos e 46 lugares no Parlamento, o Podemos surge com 12,4% de votos e 31 deputados e o Ciudadanos desce para apenas 8,3% (em Abril teve 15,9%), elegendo 14 deputados. Se estes forem os resultados de domingo vai continuar a a ser complicado formar governo.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:36

Isso é uma Patifaria TV Globo

por aespumadosdias, em 31.10.19

No Jornal Nacional da Globo de 3ª feira passou uma reportagem que liga Jair Bolsonaro e a morte da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco. Segundo a Globo, "Suspeito da morte de Marielle se reuniu com outro acusado no condomínio de Bolsonaro antes do crime; ao entrar, alegou que ia para a casa do presidente".

Um dos suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco mora no mesmo condomínio do Presidente brasileiro. O porteiro do condomínio terá contado à polícia que antes do crime, o outro suspeito do assassinato entrou no condomínio e disse que iria para a casa de Bolsonaro. No entanto, os registros de presença da Câmara dos Deputados mostram que Jair Bolsonaro estava em Brasília.

Jair Bolsonaro, que está na Arábia Saudita, reagiu indignadíssimo, logo de madrugada no Facebook - "não tinha motivo nenhum para matar quem quer que seja no Rio de Janeiro", "Vocês não têm como me pegar e ficam inventando patifaria", "Nós vamos resistir, a verdade está ao meu lado".

Depois foi a Globo que reagiu à Live de Bolsonaro - "A Globo não fez patifaria nem canalhice".

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:27

December 12

por aespumadosdias, em 30.10.19

Os britânicos vão a eleições antes da votação do Brexit. É já no dia 12 de Dezembro. O Brexit fica adiado até 31 de Janeiro.

Os Trabalhistas e os Liberais ainda tentaram que as eleições fossem a 9 de Dezembro, uma 2ª feira, em vez de 5ª feira, dia da semana em que as eleições se têm tradicionalmente realizado no Reino Unido desde 1935, tendo 315 deputados votados contra e 295 a favor.

Boris Johnson conseguiu convencer os deputados da oposição, uma vez que precisa do seu apoio porque não tem maioria parlamentar, aceitando o prolongamento do processo do Brexit oferecido pela União Europeia até 31 de Janeiro.

Esta será uma forma dos britânicos dizerem se querem mesmo que o Reino Unido deixe a União Europeia.

Nas sondagens os Conservadores vão à frente com 37% dos votos, com os Trabalhistas a conseguirem 24%, seguindo-se os Liberais Democratas com 17%, o Partido do Brexit, de Nigel Farage, surge com 11% e depois o Partido Nacional Escocês e o Partido Verde, ambos com 4%, e o UKIP só com 1%.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:54


Mais sobre mim

foto do autor


Astronomy Picture of the Day





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D