Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Saíram às ruas

16.05.19

Estudantes, professores e funcionários públicos saíram às ruas no Brasil contra os cortes na educação. Várias escolas e universidades estiveram ontem fechadas.

Jair Bolsonaro, que anda pelos Estados Unidos, reagiu às manifestações, dizendo que quem saiu às ruas eram "idiotas úteis, uns imbecis",  "massa de manobra" e que "não tem nada na cabeça". Sobre o bloqueio de verbas na educação disse que o efectuou porque precisou.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, desde que assumiu o cargo no início do mês de Abril, congelou recursos tanto da educação básica quanto das universidades federais. Menos 2,4 mil milhões de reais do que estavam previstos para investimentos em programas da educação infantil e ensino médio foram bloqueados. Nas universidades haveria um corte de 30% no orçamento se elas  promovessem “balbúrdia” e tivessem desempenho académico abaixo do esperado.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:52

Golpe falhado

01.05.19

Nos últimos tempos a comunicação social tinha deixado de falar da Venezuela. Ontem voltou às notícias. Juan Guaidó, o auto-proclamado presidente da venezuela, tentou um golpe de estado. 

A única vitória de Guaidó foi a libertação do antigo líder da oposição Leopoldo López, que se encontrava preso desde 2014 por "incitamento à desordem pública, associação criminosa, atentados à propriedade e incêndio", tendo sido condenado a 13 anos, 9 meses e 7 dias de prisão.

Nicolás Maduro falou ao final do dia de ontem e disse que  os militares que apoiaram Guaidó foram pagos pela oposição e negou que tenha perdido o controlo da base áerea de La Carlota, em Caracas, onde tudo se terá iniciado.

Hoje será dia de manifestações a favor e contra Maduro.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38

E os espanhóis decidiram - a direita não conseguiu a maioria, o PSOE foi o partido mais votado (28,7%, com 123 deputados), vai ser preciso o apoio dos partidos independentistas para Pedro Sánchez continuar como presidente do governo.

Os grandes derrotados das eleições são o PP (16,7%) e os Ciudadanos (15,9%). A extrema direita teve um grande resultado (10,3% ficando com 24 deputados) mas não vai servir de nada. O Unidas/Podemos também perderam muitos votos (antes tinham 71 lugares e agora serão 42), certamente para o PSOE, mas conseguem ser fundamentais para se obter uma maioria.

O PSOE com o Ciudadanos teriam maioria absoluta (180 deputados) mas estão com posições muitos diferentes, sendo quase impossível o entendimento.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:23

Hoje é dia de eleições em Espanha. São quse 37 milhões o números de eleitores em Espanha mas muitos ficarão em casa. Quando estive por lá vi muitos cartazes pendurados nos postes de electricidade do PSOE, PP, Ciudadanos e Podemos com a cara dos candidatos e até no autocarros em Madrid mas só do PP.

La Vanguardia 28042019.jpg

As sondagens não dão maioria a nenhum dos partidos pelo que para se formar governo os partidos terão de se entender. Os entendimentos mais fáceis serão entre PSOE, que vai à frente nas sondagens, Podemos e alguns partidos independentistas e entre Cidadanos e PP mas poderão não ter 176 lugares no parlamento que lhes daria maioria.

Quem tem vindo a subir muitos nas sondagens é a extrema direita liderada por Santiago Abascal. Na Andaluzia coligaram-se com o PP e o Cidadanos para derrubar o PSOE do governo andaluz. Será que a nível nacional também o irão fazer?

Para tirar votos ao PSOE a direita tem vindo a dizer que o PSOE terá um acordo som os independentistas catalães, o que pode levar a que muitos espanhóis não votem em em Pedro Sánchez.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:45

7 anos depois

12.04.19

Estava irreconhecível - tem 47 anos mas parece ter mais de 70 anos. Ontem de manhã a polícia britânica entrou na embaixada do Equador em Londres para prender Julian Assange, o fundador da Wikileaks. Tudo aconteceu depois do governo equatoriano lhe ter tirado do estatuto de exilado político. Julian Assange estava desde Agosto de 2012 exilado na embaixada do Equador, na altura em que o país era governado por Rafael Correa, mais à esquerda.

Agora quem governa o Equador é Lenín Moreno, que não é de esquerda. No mês de Fevereiro a WikiLeaks publicou uma série de documentos que reforçavam as suspeitas de esquemas de corrupção envolvendo o governo do Equador e também disseram que o Equador tentou negociar a extradição de Assange para os EUA em troca de perdão de dívidas. Rafael Correa já veio afirmar que o fim do asilo foi uma “traição” de Moreno e uma vingança pessoal por causa das notícias do WikiLeaks sobre o actual governo equatoriano.

Agora Julian Assange poderá ser extraditado para os Estados Unidos, onde é acusado de ter divulgado informações sigilosas.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:17

Hoje é dia de eleições legislativas em Israel.  O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, com 69 anos, já venceu 3 eleições consecutivas e antes outra entre 1996 e 1999, está no Governo há 10 anos. Se vencer ficará na História como o primeiro-ministro que mais tempo ficou no cargo. 

Netanyahu promete a anexação da Cisjordânia.Também enfrenta acusações de crimes de suborno, fraude e abuso de confiança. Quem lhe está a fazer frente é Benny Gantz, de 59 anos, um antigo chefe do Exército que fundou um partido há poucos meses e que está um pouco mais à esquerda.

Se não houver maioria terão de ser feitos acordos e tem mais facilidade em fazê-los, com os partidos mais à direita.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:20

Resgatado

07.04.19

O empresário Sergio Zanotti, de 59 anos, foi capturado pela Al-Qaeda há quase 3 anos na Síria. Há 2 anos que não havia notícias dele pensando-se que tinha sido decapitado.

Sergio Zanotti contou aos investigadores italianos que foi enganado quando se deslocou ao sul da Turquia, na província de Hatay, junto da Síria, tendo sido drogado e vendido pelo seu taxista a uma milícia, disse ter acordado a 14 de abril de 2016 numa pequena casa na região de Alepo, que passou por cerca de 10 prisões e que só foi acorrentado para filmar vídeos que depois foram colocados na internet. Disse que chegou a filmar vários vídeos num só dia com mudanças de roupa e de cenário. Quando se voltou a ver ao espelho teve dificuldade em reconhecer-me - "Pareço ter envelhecido uns 15 anos."

O primeiro-ministro Giuseppe Conte contou que a libertação foi fruto de "uma complexa e delicada atividade de inteligência, investigação e diplomacia".

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:55

Ontem foi dia da 1ª volta das eleições presidenciais na Ucrânia. Passam à 2ª volta o actual presidente, Petro Poroshenko e Volodymyr Zelensky.

Zelensky é estreante na política e conseguiu mais votos - 30% contra 18% para Poroshenko. 

Zelensky tem 41 anos e é humorista. Em 2015 interpretou na série de televisão "Sluha Narodu" um professor de história que se torna presidente da Ucrânia ao fazer um discurso anti-corrupção que se torna viral. O seu partido chama-se também Sluha Narodu, que em português significa "Servo do Povo". Zelensky nasceu em Kryvyi Rih, o coração da zona metalúrgica no sudeste da Ucrânia, começou como palhaço da turma na escola, tornando-se no humorista mais famoso e bem-sucedido do país. A sua especialidade é a sátira política.

A 2ª volta vai decorrer a 21 de abril.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:08

Urged to quit

24.03.19

Depois da manifestação de ontem, em que mais de 1 milhão de pessoas saiu às ruas em Londres para exigir um novo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, surgiram notícias vindas do governo de Theresa May a incitar que ela se demita. Até já há nomes para chefiar um governo interino - David Lidington (considerado o vice-primeiro-ministro de Theresa May) ou Michael Gove (Ministro do Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais). Os membros do executivo britanico pretendem "um líder interino" para concluir o processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Na última semana Theresa May conseguiu que os líderes europeus concordassem em adiar o processo de saída para o dia 22 de Maio mas exigiram que o acordo passe antes no Parlamento britânico nos próximos dias. Caso não o façam, então o Reino Unido tem até 12 de Abril para comunicar a Bruxelas qual o caminho que quer seguir - se continua a pertencer à União Europeia ou se a abandona num cenário sem acordo.

 O website do Parlamento britânico a semana passada até deixou de funcionar quando uma petição online a pedir a renúncia da saída da UE deu entrada. Em poucos dias essa petição ultrapassou os 3,5 milhões de subscritores, entrando na história da política britânica como a petição com mais assinaturas de sempre. 

Os manifestantes de ontem exigiam que  "Put It To The People" ("Deixem o Povo decidir"). Traziam cartazes, bandeiras da União Europeia e bonecos a satirizar Theresa May.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:51

Idai devastador

20.03.19

Moçambique foi devastado pelo ciclone Idai na passada 6ªfeira. Só na 2ª feira começámos a perceber a devastação causada, principalmente na Região da Beira. O ciclone criou “oceanos interiores que se estendem por quilómetros e quilómetros” no centro de Moçambique, com a água de dois rios, o Púnguè e o Búzi, a extravasarem as margens .

A ONU fala numa das piores tempestades de sempre no Hemisfério Sul.

O chefe de estado moçambicano fala em mais de 200 mortos. E o pior ainda está para vir.

O Idai foi inicialmente uma depressão tropical que se formou na costa leste de Moçambique a 4 de Março e atingiu Moçambique no final do dia, onde permaneceu como um ciclone tropical durante toda a sua caminhada por terra. No dia 9 de Março, ressurgiu no Canal de Moçambique e passou para Tempestade Tropical Moderada Idai no dia seguinte. Começou então a intensificar-se rapidamente, tornando-se num ciclone tropical com ventos de 175 km/h a 11 de Março. Voltou a enfraquecer e a 14 de Março voltou a atingir a intensidade máxima com ventos máximos sustentados de 195 km/h e uma pressão central mínima de 940 hPa. Depois enfraqueceu à medida que se aproximava da costa de Moçambique. A 15 de março, Idai atingiu terra firme perto da Beira.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:32



Astronomy Picture of the Day


Tira do Armandinho