Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Foi com a classificação de "totalmente desproporcionada" que ontem, o jordano Zeid Ra'ad al-Hussein, alto-comissário do Conselho de Direitos Humanos da ONU desde 1 de setembro de 2014. se referiu à resposta de Israel às manifestações palestinianas de 2ª feira, por causa da inauguração da nova embaixada dos Estados Unidos em Jerusalem, pelo que apoiou a ideia de um inquérito internacional independente. 

Para Zeid Ra'ad al-Hussein, "As mortes resultaram de um uso ilegal da força. Apoio os apelos de numerosos Estados e de observadores em favor da um inquérito internacional, independente e imparcial", referindo também que "As ações de protesto, por si só, não constituíam uma ameaça iminente de morte ou de ferimentos mortais que pudessem justificar o uso de força letal"

O número de mortes do lado palestiniano chegou aos 60.

Autoridades norte-americanas, quer as israelitas, têm acusado frequentemente a Comissão de Direitos Humanos da ONU de ser “anti-Israel”.

Enquanto os Estados Unidos apoiarem Israel, o povo palestiniano continuará a sofrer e muitos a morrer.

 

Há 1 ano aqui na Espuma dos Dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:42




Astronomy Picture of the Day


Música do dia

anteriores

Tira do Armandinho